Eventos e Notícias

Confira a agenda de eventos e faça a sua programação.

Voltar para próximos eventos e notícias
    Ensaio laboratorial para o desenvolvimento de processo construtivo industrializado da HM.
Inovações em processo construtivo industrializado de alvenaria estrutural

Pesquisa do Departamento para a HM Engenharia gera inovações em processo construtivo industrializado de alvenaria estrutural

Em recente parceria com a HM Engenharia - Camargo Correa , professores e pesquisadores da área de Tecnologia e Gestão da Produção na Construção do Departamento concluíram projeto de pesquisa que envolveu reengenharia de processos e investigação experimental para aprimorar componentes usados na produção de edifícios de alvenaria estrutural.

A reengenharia levou a ganhos efetivos: redução de custos de revestimentos de fachada e de piso; aumento da qualidade e produtividade em esquadrias de portas, e sistemas hidráulicos, com incentivo ao uso de tubulações flexíveis – PEX; além de alterações que tornaram mais eficiente o ciclo de produção do pavimento tipo. Tais benefícios foram conquistados ao longo da pesquisa e imediatamente incorporados aos projetos de novos empreendimentos.

Paralelamente, o programa experimental envolvendo elementos pré-fabricados de lajes possibilitou reduzir expressivamente o consumo de aço nas alças de içamento desses elementos, bem como produzir componentes menores e de mais fácil içamento que, posteriormente, a partir da emenda no próprio local de utilização, resultavam em lajes capazes de vencer grandes vãos.

Ao desenvolver o projeto, o objetivo da HM foi aprimorar desempenho e construtibilidade de seus produtos, com possível redução de custo e de prazo de execução. A empresa já produzia edificações empregando a tecnologia de alvenaria estrutural com elevado grau de racionalização e reconhecida excelência produtiva. Melhorar ainda mais seus processos constituiu meta desafiadora à equipe de pesquisadores. “A equipe de pesquisadores viu-se desafiada a inovar buscando soluções ainda mais racionais e produtivas, uma vez que o patamar tecnológico da empresa já era elevado”, explica o Professor Luiz Sergio Franco, coordenador do grupo de pesquisa.

Da parte da HM vieram não apenas os recursos que financiaram a pesquisa, como também o apoio técnico necessário. “Liderados pelo seu diretor técnico, o Engenheiro Marcos Feliciani, a equipe de engenharia foi pró-ativa no desenvolvimento dos trabalhos que, em grande parte, aconteceram nos canteiros de obras”, conta a Professora Mercia Bottura de Barros, que também participou do projeto.

A experiência acumulada pelos integrantes do grupo de trabalho, em especial dos especialistas do Departamento atuantes na área de processos construtivos de alvenaria estrutural e em implantação de racionalização e inovação em processos de produção, geraram benefícios a todos os envolvidos.

Com a realização do projeto, a HM passou a incorporar novas tecnologias como, por exemplo, a pré-fabricação de lajes para edifícios de altura elevada, antes restrita somente aos edifícios baixos. No âmbito do Departamento, as experiências vivenciadas e resultados obtidos no projeto transformaram-se em conhecimento que está sendo compartilhado com alunos de graduação e profissionais de pós-graduação.